Conquistando os céus – a experiência de voar em um balão de ar quente

Que eu tenho um baita cagaço medo de altura todo mundo já está cansado de saber. Já não aguentam mais me ver chorando as mágoas quanto a esse pavor que eu tenho aqui no blog, mas quando fomos convidados pela Escola Brasileira de Balonismo para fazer um voo eu fiquei super animado.
Acontece que voar de balão é um sonho que eu tinha desde criança, quando ainda não sabia o que era ter medo de altura. Fazia tempo que eu não me sentia ansioso como uma criança de novo.

20140201_063127

Quando chegamos em Boituva, no interior de São Paulo ainda era madrugada. Havíamos marcado para encontrar com o Macedo, piloto e instrutor do balonismo, as 6:30 da manhã. Estava escuro ainda e eu estava animadíssimo.
Quem me conhece bem sabe que odeio com todas as forças não sou muito fã de ter que acordar e levantar cedo, mas por incrível que pareça acordei as 2:30 da manhã para encarar as 3h de estrada desde Atibaia até Boituva numa boa, sem reclamar uma só vez sequer, o primeiro milagre que um balão já fez.
Confesso que ver um balão sendo inflado no solo é um pouco assustador. Ver aquele monstro de 34m ganhando vida e passando de um grande pedaço de tecido no solo para uma grande bolha colorida do tamanho de um prédio na sua frente é totalmente surreal.

20140201_065138

20140201_064714 cópia

O Macedo nos explicou que primeiro o balão é inflado com ar frio, para depois ser preenchido com ar quente, que fará o balão subir.
Que toda a parte preta do balão é de tecido anti-chama, o mesmo usado nas roupas de bombeiro, e toda a parte colorida e feita com um tecido que não propaga a chama, ou seja mesmo que o fogo chegue até a parte colorida não haverá risco do balão pegar fogo.

20140201_064150

Pra nos deixar mais seguros ainda, nosso piloto ainda explicou que anualmente todos os pilotos são passados por exames e testes de aptidão, e quem não estiver nos conformes é cortado.

20140201_065355

Também descobri que o Macedo era bi campeão nacional e vice campeão Paulista de balonismo, ou seja, iríamos voar com um cara que é fera e realmente entende do assunto.

Na hora da decolagem eu já não me aguentava em mim, estava ansioso, com um misto de medo e excitação, ansiedade e animação.
Foi aí que tivemos a visão mais incrível e mais sensacional que poderíamos pedir: o nascer do sol, visto de um balão a quase 1200m de altura. Foi simplesmente sensacional.
Ver a namorada chorando de emoção com a cena é uma coisa que não tem preço. Faz você ganhar mais que o dia, ganha o ano.

20140201_070011

20140201_070848

Ficamos sobrevoando os campos e plantações, olhando tudo de cima e percebendo a pequenez do ser humano. Lá do alto as vacas pareciam pequenos piolhos em uma cabeleira verde de pasto, simplesmente lindo e incrível.
O momento mais incrível foi quando passamos por cima da rodovia, já um pouco mais baixos. Nessa hora confesso que deu um friozinho na barriga, mas dada a experiência do nosso piloto sabíamos que tudo sairia como o planejado.

16592_589876664424524_1226618409_n

Voamos por cerca de uma hora e quinze minutos, admirando a paisagem, o sol nascendo e as coisas pequeninas lá em baixo. Fizemos um pouso incrível com direito a uma surpresa.
Para comemorarmos o excelente voo abrimos  uma garrafa de champagne e brindamos, com direito a palmas para o nosso grande piloto.

20140201_080740Ainda fomos levado para tomar um café da manhã delicioso em uma pousada próxima.
Ainda estava completamente impressionado com o que tinha visto lá em cima, a sensação de voar fora incrível e inexplicável e só depois desse voo percebi a razão dos pássaros cantarem: felicidade.

DSC08179

DSC08158

Ficou com vontade de voar? Quer presentear alguém? Quer um programa romântico com uma dose de adrenalina?
Entre em contato pelo Facebook, pela Fanpage, pelo site ou por email.
Ou se preferir, ligue:
Escola Brasileira de Balonismo
(11) 2759 – 4912
(11) 2894 – 5380
(11) 7912 – 3246

 

Anúncios

Sobre Vagabundo Profissional

“Muitos pensam que sou rico. Outros pensam o contrário. O que ninguém sabe é que minha riqueza é medida em histórias, em experiências e pessoas. Sim, sou rico. Porque viajei o mundo sem um único centavo no bolso. Sim, sou rico. Por causa das pessoas que conheci. Mas acima de tudo, sou rico, por que descobri o verdadeiro significado da vida.” (Fergal Smith)
Esse post foi publicado em Experiências. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Conquistando os céus – a experiência de voar em um balão de ar quente

  1. Sylvio Bazote disse:

    Voar de balão é um antigo desejo que ainda realizei.
    Parabéns pelas belas imagens e pelo relato da postagem. Só fizeram aumentar minha vontade de experimentar a sensação de andar pelo ar.

Comente no Vagabundo Profissional

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s