O Tudo de Nada

Já fui de tudo e de todos;
Já fui do mato, da praia, da montanha e da cachoeira;
Já fui brasileiro, francês e peruano;
Já andei, já pedalei, já corri e já voei;
Hoje, sou apenas eu;
Vivo onde meu coração está;
Sou internacional e minhas raízes são as de onde estou hoje e de onde estive ontem;

1000245_577847582272136_1085511793_n

Foto: Bruno Poumayrac de Masredon

Vou como der e, se não der, fico onde estou;
Hoje sou um, mas sempre serei todos;
O acaso é uma pegadinha e, como toda pegadinha (hum), costuma ser boa;
Abro-me ao acaso esperando que o caso seja passageiro, mas se for sério, levará de mim a seriedade que merece;
Hoje, somos todos um e, como tal, amo tudo e todos como se fossem a mim mesmo.

Anúncios

Sobre Bruno Poumayrac de Masredon

Montanhista, pedaleiro, malabarista, escoteiro, bartender, vendedor, filósofo de buteco, guia e agora arriscando a escrever. Faço barba, cabelo e bigode. Lavo, passo e arrumo. Só não vou pra praia.
Esse post foi publicado em O AvenTurista. Bookmark o link permanente.

2 respostas para O Tudo de Nada

Comente no Vagabundo Profissional

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s