Viagem das Idéias

Um dia parei pra pensar sobre o que define uma aventura.
Ou o que define um aventureiro.
Sempre me dizem “nossa, você escala. Que louco.” Ou então “não seria capaz de subir uma montanha”.

Foto: Bruno Poumayrac de Masredon

Foto: Bruno Poumayrac de Masredon

Fico imaginando a vida dessas pessoas, que se limitam desde o começo.
Claro, longe de mim julgar qualquer pessoa pelos seus hábitos ou suas capacidades físicas e mentais. Mesmo porque, eu mesmo não sou capaz de fazer um trekking na praia. Mas já tentei, já fiz e não curti. Praia não é a minha praia, literalmente.
Mas, se tentar, experimentar e me colocar a disposição do acaso para viver experiências é o que me transforma num aventureiro, sim, sou aventureiro. Porém, aventura pra mim é o que milhões de pessoas enfrentam em São Paulo.
Esse trânsito é a maior aventura que podemos enfrentar. Alguém já pedalou por São Paulo seguindo as regras de trânsito?! Fico muito mais seguro escalando do que pedalando por aqui. 

 

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Uma aventura ela é feita principalmente pela cabeça. Se a nossa cabeça não estiver boa, com certeza a aventura não vai dar certo.
Dando uma viajada nos pensamentos, e analisando uma conversa rápida que tive com um amigo montanhista, amigos escoteiros e outras pessoas desse “meio”, cheguei a seguinte conclusão:
Do que conversamos:

– Viagens;

– Deslocamento;

– Logística;

– Perrengues;

– Perrengues;

– Perrengues;

– Perrengues;

– Improviso;

– Pessoas;

– Perrengues;

– e pra finalizar, perrengues.

Ou seja, quanto mais perrengue tiver, mais nos lembraremos do que foi aquela viagem.
Basicamente, se for analisar o que conversei com eles, é que todos fazemos em nossas vidas. Principalmente a parte do perrengue, que é o que a população das grandes cidades fazem. Horários a cumprir, transito, gente gritando, metas, metas e mais metas. Ou seja, só perrengue.
Pra viver numa cidade assim, o psicológico tem que estar afiado e não dá pra prestar muita atenção, porque se parar, a avalanche de informações e solicitações te levam embora.
Com uma vida dessas, posso dizer que a grande maioria levaria uma “aventura” numa boa, pois não se compara com a “aventura” que é viver numa grande cidade.
Claro, mais uma vez dei uma graaaaaande viajada no tema.
Provavelmente não faça sentido para muitas pessoas o que escrevi acima.
Mas, na minha cabeça, a aventura está em morar numa cidade grande como São Paulo e ainda ser bem sucedido.
Gostaria de dar meus parabéns a todos que conseguem esta proeza e dizer “para viver uma aventura, basta estar vivo”.

Foto: Bruno Poumayrac de Masredon

Foto: Bruno Poumayrac de Masredon

Bora pro mato, se jogar de cabeça numa viagem, pois daqui, só levaremos as lembranças e as experiências.

Anúncios

Sobre Bruno Poumayrac de Masredon

Montanhista, pedaleiro, malabarista, escoteiro, bartender, vendedor, filósofo de buteco, guia e agora arriscando a escrever. Faço barba, cabelo e bigode. Lavo, passo e arrumo. Só não vou pra praia.
Esse post foi publicado em O AvenTurista. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Viagem das Idéias

  1. O aventureiro define a aventura. E acho que vice versa

  2. Simone Starck disse:

    Cara, adorei a postagem!!! Acabei de percorrer o Caminho de Santiago de Compostela… 31 dias caminhando, em média, 30 km/dia. quase 800 km ao total. Todos diziam a mesma coisa para mim: você é maluca; você vai sozinha, como vai ficar??; você quer provar o que pra quem??
    Te falo que foi a melhor experiência da minha vida!!! A parte dos perrengues nem se fala: albergues; dormir em alojamentos; procurar onde dormir; se não achar lugar, dormir na garagem de uma casa qualquer; subidas; e mais subidas; descidas; bolhas; dor; fome; comida ruim, quando tinha comida; etc, etc, etc. Mas também tem o lado que supera tudo isso, que faz com que tudo isso valha a pena: a sensação de estar viva, pertencente ao mundo. Nada, literalmente nada paga essa sensação de liberdade e estar conectada com o universo.
    Parabéns por escolher essa vida, porque, sinceramente, quero uma igualzinha.
    Fique bem.
    Carpe Diem!!!!

  3. Cris Rocha disse:

    Perfeita as suas palavras. Pé na estrada!

Comente no Vagabundo Profissional

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s