Você precisa do que para ser feliz?

1073288_480761268684442_689455920_o

Aqui eu ando de pé descalço dentro de casa e da escola o dia todo. As condições de higiene não são as melhores possíveis. Vejo aquelas carnes expostas ao tempo nas feiras e provavelmente eu como em lugares que as tem como fornecedores. Tomo banho de caneca. Durmo no chão. Abraço crianças o dia inteiro. Tenho dois sapos de estimação no banheiro, algumas aranhas no quarto e mil insetos por tudo quanto é lado. Como arroz branco todos os dias pelo menos em duas refeições. Frituras fazem parte do cardápio também. Me sinto disposta. Sobre o banheiro? Eu prefiro não comentar. Lavamos as roupas à mão. Compartilhamos a comida. Mas é aqui também que na primeira semana eu melhorei de uma gripe que durou mais de 2 meses. Aqui eu dou pelo menos uma boa gargalhada todos os dias. Aprendi a sorrir ainda mais. Não existe nenhum “bem estar” te dizendo o que comer e a que horas. As crianças não acham que os alimentos vêm da prateleira do mercado e todos os dias antes das refeições pedem para que os agricultores sejam abençoados. O horário é flexível, mas o trabalho é árduo. Tenho pessoas ao meu lado que pensam tanto em mim que às vezes esqueço-me de pensar em mim mesma. Eles cuidam uns aos outros. Sem interesses. Sem recompensas. É natural. Não preciso de roupas lindas e caras para me dizerem que estou bonita. Escuto isso todos os dias. E aprendi a dizer isso a eles também. Porque são lindos em todos os sentidos. Não que a vida aqui seja perfeita, longe disso, mas é um bom parâmetro de comparação com a vida idiota que levamos. Pare e pense em tudo. Vivemos para cumprir obrigações, obedecer a regras, preencher protocolos e pagar pelo o que não precisamos ter. Faça. Pague. Declare. Limpe. Coma. Desista. Preencha. Envie. Pague de novo. Nos achamos tão modernos com nossa Itecnologia mas não enxergamos que vivemos mesmo em meio a pão e jogos circenses. Nos entopem de informações que não precisamos para não procurarmos o silêncio dos nossos verdadeiros desejos e vontades. Enchem nossa cabeça com inutilidades. Nos fazem acreditar em resultados comprados. Até quando você reclama você está sendo manipulado. Te chamarão de arruaceiro, rebelde, marginal, hippie ou quem sabe, maluco. Eu diria que você é uma pessoa consciente em meio à loucura. Ninguém precisa dessa lona para viver. Vamos repensar. Vamos procurar o nosso verdadeiro caminho. Vamos procurar respostas e parar com as desculpas. Afinal, quem é você? Você precisa do que para ser feliz? Você vive ou sobrevive?

Foto: Letícia Mello

Foto: Letícia Mello

Anúncios
Esse post foi publicado em A Ásia é Meu Quintal. Bookmark o link permanente.

8 respostas para Você precisa do que para ser feliz?

  1. Claudio Mello disse:

    Realmente, são pequenas verdades como estas que nos mostram a diferença entre “o que somos e o que querem que sejamos”, entre “parecer feliz e estarmos realmente felizes”.

  2. Adauto disse:

    No mundo atual é dificil se “desligar” totalmente, mas eu adoraria poder abandonar tudo e levar uma vida mais saudavel e longe de toda tecnologia que nos cerca. Muito legal seu texto, viajo duas vezes por ano e tento levar uma vida “leve”, apesar de tudo. 😉

    • Leticia Mello disse:

      Adauto, o difícil mesmo é enfrentarmos essas mudanças, pois acabamos mentindo para nós mesmos por meio de desculpas que coletamos pelo caminho…. Que bom que vc consegue viajar um pouco e dar uma desligada hehehe isso é fundamental!!! Sucesso para ti… beijos

  3. geovanna disse:

    tenho a mesma opiniao!! quero uma vida desse jeito, viver desafios, superar obstaculos, viajar muito e saber realmente o valor de tudo, mas infelizmente nao tenho o apoio da minha familia, sou muito criticada e eles impõem o que e quando eu devo fazer algo, isso me revolta mas vou seguir em frente com esses meus ideiais, pq eu sei que eles definem muito de mim e irao me levar ao meu verdadeiro caminho e felicidade!

    • Leticia Mello disse:

      Tem uma frase de Steve Jobs que resume mtu isso o que vc disse Geovanna: “Seu tempo é limitado, então não percam tempo vivendo a vida de outro. Não sejam aprisionados pelo dogma – que é viver com os resultados do pensamento de outras pessoas. Não deixe o barulho da opinião dos outros abafar sua voz interior. E mais importante, tenha a coragem de seguir seu coração e sua intuição. Eles de alguma forma já sabem o que você realmente quer se tornar. Tudo o mais é secundário”….. Te desejo boa sorte e que vc realize seus sonhos!! Bjos

  4. Luis Martins disse:

    Não posso responder com conhecimento de causa mas posso sim dizer que é isso que penso e que, sim, estamos numa prisão sem que nos apercebamos disso mesmo. Ainda não aproveitei o que a vida tem de bom, aliás, muito pouco mesmo mas como se costuma dizer, nunca é tarde, penso todos os dias em fazer as malas e zarpar deste modo de vida que nos entristece, corroi, “mastiga” e no fim, nos envelhece a cada dia que passa! Obrigado por este post, um dos melhores que já vi no teu blog.

    Bem hajam

    • Leticia Mello disse:

      Tudo no seu tempo, o importante é estarmos conscientes em meio a essa loucura qe vivemos… o próximo passo é ir agindo, mudando… Fico feliz que tenha gostado do post!! Boa sorte na tua jornada…. Bjos

  5. Sou bem jovem, dependo muito de meus pais, porem, tenho uma diferença muito grande entre mim e os jovens de hoje em dia. eu busco oque realmente tem valor, não tenho a experiencia de viajar, nem de me desapegar de certas coisas, mas faço o máximo possível para achar um caminho de valores onde eu possa viver e saber que cada dia valeu apena, que meus dias não se resumem apenas em prazeres, em emoções impermanentes e egocêntricas.
    Eu adorei seu texto é acho essa atitude incrível, são textos assim é pessoas assim que me ajudam a seguir em busca de um caminho de valores, é bem complicado viver em um mundo onde jovens querem apenas festas, bebidas e prazeres impermanentes. onde valores materiais tem mais valor do que morais.
    Espero ansioso por mais textos seus.
    Abraços é continue em sua jornada porque isso sim é viver é ser livre.

Comente no Vagabundo Profissional

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s