Londres e você! Tudo a ver?!

224859_441714755881543_1006382432_n

É dificil encontrar alguém que não escancare um sorriso no rosto ao falar sobre Londres. A capital da Inglaterra tem o poder de enfeitiçar e fazer a cabeça de qualquer pessoa girar. Londres é a cidade favorita de muita gente e, particularmente, eu acho que dá pra saber muito sobre a personalidade de alguém através de sua cidade favorita. Todo mundo tem uma cor, banda ou prato favorito e, por que não, um lugar favorito?

Quando conheço alguém eu adoro saber se tem e qual é seu lugar favorito nesse mundo. Entre um amendoim e outro, uma cerveja e uma olhadela ao redor, eu adoro saber o que faz alguém gostar mais daqui do que de lá. Conversar sobre viagem é como fazer terapia, se você ouvir com atenção e falar com sinceridade, vai aprender e se revelar, mas de um jeito completamente diferente. Troque o sofá marrom por mesa de bar, o psicólogo aflito por um amigo em potencial e o silêncio enervante por  música boa. E então você vai descobrir que Londres não é meu lugar favorito.

Londres é enorme! Assim como São Paulo é necessário carro ou transporte público para se locomover de um lugar ao outro. Não que transporte público seja um problema, muito pelo contrário, funciona e muito bem. Mas é necessário um cronograma e um mapa, caso contrário vai se perder ou perder muito tempo. Dependendo de onde está hospedado e do lugar para onde quer ir é necessário utilizar trem, metro e ônibus. É claro que sempre dá para caminhar um pouco e então você não precisa de metrô ou ônibus. No entanto, considere que chove muito em Londres e, nesse caso, talvez você volte a optar por trem-metrô-ônibus. Assim como nas grandes cidades europeias você pode comprar “day pass” ou mesmo um cartão – travel card – que possibilita a você utilizar trem, metro e ônibus ilimitadamente, pelo tempo que desejar. Você escolhe as zonas que deseja circular e o preço do cartão vai variar conforme a quantidade de dias e zonas que escolher. Portanto, é importante se situar em Londres. Ponto A: onde está hospedado. Ponto B: lugares que deseja visitar. A partir de então você sabe que tipo de cartão precisa comprar. Nem preciso dizer que o “day pass” ou o “travel card” valem à pena. Tudo é caro em Londres, incluindo transporte público. Vai ficar mais de um dia em Londres e pretende conhecer ao redor, compre “day pass”. Seu cronograma é visitar Londres por mais de cinco dias, compre “travel card”. É possível comprar esses cartões nas estações de trem e metrô (não procurei em estações de ônibus) e reabastecer o “travel card” nas estações ou mesmo em lojas e conveniências espalhadas pela cidade.

De volta à terapia, preciso dizer que não gosto de cidades grandes. Sou mais o estilo cidades pequenas e apenas tirar proveito de cidades grandes. Curtir um lazer.

Cidade grande para mim significa um mundo de gente atrasada, correndo de um lugar ao outro; outro mundo de gente alienada, sem compromisso algum que sai de casa com o único objetivo de atrasar pessoas que já estão atrasadas por excesso de compromissos; poluição e barulho.

Falando assim, parece que tenho um plano maligno de prejudicar o turismo em Londres ou, no mínimo, um tanto quanto depressiva. Garanto que não. É claro que Londres é linda, repleta de prédios antigos e muitas atrações turísticas. Sem contar a enorme quantidade de bares e restaurantes e infinitas opções de lazer. Ok, agora pareço uma maluca que contradiz tudo que diz. Então lá vai uma pitada a mais de maluquice: Londres também é depressiva, cinza e melancólica. Ao visitar Londres abra sua alma e vai vivenciar muitas emoções diferentes no mesmo dia. No trem, entre uma estação e outra, observando a paisagem bege, marrom e o cinza do céu, você vai sentir melancolia e vai recriar em sua mente aquelas imagens dos livros de História que contam que Londres era tão suja, mas tão suja que suas ruas de terra se transformavam em rios de lama e eram infestadas de ratos, que por sua vez garantiam que toda a população contraísse inúmeras doenças. Ao chegar no Picadilly seu estado de espírito vai girar 360 graus e, de repente, você vai ouvir as batidas do seu coração num sinal de que seu corpo sofreu uma descarga de energia ao ver tantas luzes, prédios, bares, discotecas e opções de lazer. Você esquece o clima ruim, paisagens depressivas e ratos disputando espaço com as pessoas. Que maluquice é essa?! Você sente uma necessidade premente de sentar. Sentar em um pub, tomar uma “british beer” e ver se dá mesmo o tão famoso barato inglês. Gente bêbada na Inglaterra é mais famosa que gente “high” na Holanda e se você está em Londres, tem mais é que comprovar esse fenômeno. Brincadeiras à parte, cheguei à conclusão de que as pessoas ficam tão bêbadas na Inglaterra por uma questão psicológica. É difícil  de acreditar que em uma cidade tão grande como Londres muitos bares e discotecas têm hora para fechar. Há quem diga que a situação mudou e que atualmente Londres é tão noturna quanto Berlim. Pois eu vou discordar e por experiência própria vou dizer que fui convidada a tomar o rumo de casa. Cadê o capitalismo?? Roubaram o capitalismo de Londres! Você está se divertindo e gastando seu precioso dinheiro quando é lembrada que o relógio é quem manda. Em plena madrugada do dia primeiro de janeiro todos os clientes de um bar foram convidados a se retirarem. “What is going on, pal”?? A estação está fechada! Está chovendo e são apenas 03:00 da manhã!! Depois a maluca sou eu.

Muito bem, apenas uma experiência não determina a realidade e por isso fui à fundo em minha busca pela verdade e descobri que alguns bares fecham as portas à meia-noite e a maioria amigavelmente te chuta porta à fora às três da manhã.

541786_441723972547288_884112422_n

Foi assim que descobri que ficar bêbado na Inglaterra é uma reação psicológica e um ato de revolta. Sabendo que seu tempo é limitado você tira proveito ao máximo de uma situação. É como saber que vai morrer em um mês. De repente você abandona todas as máscaras e receios e se joga. Em Londres todas as pessoas sabem que têm até meia-noite para curtir bons momentos com os amigos em um bar. A realidade, no entanto, despida de toda e qualquer máscara, é que os londrinos se esqueceram de como curtir bons momentos em um bar sem ficar incrivelmente bêbados. No entanto, turista não vai à bares às cinco horas da tarde, a essa hora ele está alegremente conhecendo “London Eye”, “London Bridge” e o “Castelo de Buckingham”. Turista gosta de curtir a noite, sentar e relaxar sem ter hora para voltar e isso faria toda a diferença em Londres. Mas a realidade é diferente e você volta a sentar no trem e vivencia irritação. Veja, no mesmo dia você se sentiu melancólico, extasiado, feliz e agora irritado. De onde surgiu tanta gente? E dessa vez você ouve em sua cabeça aquela música: “gente estranha com cara esquisita, eu não tô legal”.

Pois é, por essas e outras Londres não é minha cidade favorita, mas o encontro com amigos que eu não via há muito tempo e a companhia de pessoas maravilhosas fez cada segundo do meu tempo valer à pena. Comer arroz e feijão, daquele jeito, jeitinho brasileiro de ser, fez cada resquício de depressão ir embora e, apesar do bar fechar cedo e da chuva cair o dia todo, eu altamente recomendo testar suas emoções e conhecer Londres de alma aberta.

Anúncios
Esse post foi publicado em Crônicas de uma Brasileira na gringa. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Londres e você! Tudo a ver?!

  1. Rafaela Cardoso Rodrigues disse:

    Olá,meu nome é Rafaela,e eu conheço seu pai,o irmão Eliseu,ele me falou que você conheceu a Europa através de um projeto,e o meu desejo também é fazer intercâmbio,eu gostaria muito de conversar com você pra saber mais sobre esse projeto que você participou. Deus abençoe,obrigada pela atenção.
    p.s: Adorei os seus textos.

Comente no Vagabundo Profissional

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s